Jaelene Daniels chegou a recusar uma oferta para jogar na seleção dos EUA em 2017 por ter que usar camisas do orgulho gay.

Jaelene Daniels, zagueira da Liga Nacional de Futebol Feminino, dos EUA, não participou de um jogo na noite de sexta-feira (29) depois de se recusar a usar a camisa do orgulho gay.

Um porta-voz do time, o North Carolina Courage, disse à mídia antes do início do jogo que Jaelene, de 29 anos, não estaria em campo para a partida de sexta-feira contra o Washington Spirit devido à sua decisão de não usar as camisas LGBT.

“Jaelene não será escalada esta noite, pois tomou a decisão de não usar nossa camisa do orgulho gay”, disse o comunicado do Courage, via ESPN. “Embora estejamos desapontados com a escolha dela, respeitamos seu direito de tomar essa decisão por si mesma.”

“Estamos empolgados em celebrar a comunidade LGBTQIA+ com nossos fãs, jogadores e funcionários hoje à noite e estamos ansiosos para sediar nosso primeiro Festival do Orgulho antes do início da partida”.

Jaelene, que assinou um contrato de um ano com o Courage em dezembro, havia recusado uma oferta para jogar pela seleção feminina dos EUA em 2017 depois de se negar a usar as camisas do orgulho gay, de acordo com a Sports Illustrated.

Por causa disso, o Courage enfrentou duras críticas quando anunciou sua contratação e divulgou uma nota.

“A decisão de renovar com a Jaelene não foi tomada de forma leve e incluiu conversas significativas entre a liderança da organização e Jaelene”, afirmou a carta aberta aos fãs, via ESPN. “A prioridade que foi falada nessas conversas é a segurança das nossas jogadoras e a manutenção de um espaço inclusivo e respeitoso para toda a equipe”.

Jaelene mais tarde divulgou sua própria declaração, abordando a controvérsia nas mídias sociais.

“Continuo comprometida com a minha fé e meu desejo de que as pessoas saibam que meu amor por elas não é baseado em seu sistema de crenças ou sexualidade”, escreveu ela. “Eu oro e acredito firmemente que minhas companheiras de equipe sabem o quanto eu as aprecio, as respeito e as amo”.

Jaelene ainda não comentou o incidente de sexta-feira.

Fonte: Guiame

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.