Em seu ataque militar que já dura meses contra a Ucrânia, o presidente russo Vladimir Putin voltou a dar sinais de que a guerra no leste europeu está longe do fim. Isso porque, em uma declaração recente, o ex-agente do Serviço Secreto da antiga União Soviética (URSS) defendeu a necessidade de implantação de uma Nova Ordem Mundial.

A manifestação de Putin ocorreu durante um debate em Moscou, capital da Rússia. Na ocasião, ele criticou o que chamou de modelo globalista “totalitário”, acusando as potências ocidentais de explorar o capital de outras nações para a própria dominação global.

“O modelo de domínio total do ‘bilhão de ouro’ é injusto. Por que esse ‘bilhão de ouro’, entre a população do planeta, deveria dominar os outros, impor suas próprias regras de conduta?”, criticou o presidente, usando uma força de expressão para se referir ao atual regime econômico internacional.

Segundo Putin, a força do Ocidente não teria sido uma consequência natural do desenvolvimento cultural e social dos países que pertencem ao bloco, em comparação ao restante do mundo, mas sim produto “do roubo de outros povos”,

Isto é, na prática, o presidente russo dá a entender que o seu governo se sente no direito de reaver territórios e riquezas que outrora, na sua visão, teriam sido roubados por nações ocidentais. Isso, em tese, explica a escalada militar russa para outras regiões ucranianas.

Nova Ordem Mundial

Na quarta-feira (20), por exemplo, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, disse que o objetivo da Rússia agora é avançar além Donbas e Lugansk, confirmando assim a opinião de alguns analistas quanto às verdadeiras intenções de Putin.

“Agora a geografia é diferente, está longe de ser apenas a DPR e LPR, também são as regiões de Kherson e Zaporizhzhia e vários outros territórios”, declarou o ministro, segundo informações da Reuters.

A declaração de Lavrov, portanto, endossa a visão expansionista de Putin, o que ele classificou como a “nova era” da uma Nova Ordem Mundial. Na escatologia cristã, tais desdobramentos possuem diferentes significados.

Muitos teólogos cristãos acreditam que a Nova Ordem Mundial, trazida para o contexto das profecias bíblica, representa a preparação para a ascensão do Anticristo em um contexto de conflito mundial, motivo pelo qual o tema é cercado de polêmicas e debates.

Fonte: Noticias+

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.