Os pentecostais possuem um fundamento sólido na sua Teologia baseado em “Lucas-Atos”.

O cristianismo é grande na sua dimensão. Dentro da cristandade, temos várias vertentes que estão inseridas na religião cristã. Mas, cada uma tem a sua característica peculiar, identificada por sua identidade; dentre estas divisões que existem no cristianismo, iremos abordar a identidade pentecostal.

Todavia, surge a pergunta: o que ser é pentecostal? Podemos usar a citação do Dr. Robert Menzies, que define os pentecostais como grupo que “crê que o livro de Atos fornece um modelo para a igreja contemporânea e, nesta base, incentiva todos os crentes a experimentar o batismo no Espírito Santo (Atos 2:4), entendido como capacitação para missão, distinto da regeneração, que é marcado por falar em línguas, e afirma que ‘sinais e maravilhas’, inclusive todos os dons mencionados em 1 Co 12:8–10, devem caracterizar a vida da igreja hoje”. (MENZIES, 2016. Página 16). Na definição que o Dr. Menzies trata, é demonstrado que os pentecostais possuem a seriedade com a Sagrada Escrituras e estão de pleno acordo com um dos lemas dos reformadores: “Sola Scriptura” (Somente as Escrituras). Corroborando com essa argumentação, os teólogos Railey e Aker afirmam que “o pentecostal acredita ser a Bíblia a forma autorizada de revelação que, devidamente interpretada, afirma, confirma, orienta e dá testemunho da atividade de Deus neste mundo. Mas o conhecimento racional das Escrituras, que não é o simples fato de decorá-las, não substitui a experiência pessoal da regeneração e o batismo no Espírito Santo, com todas as atividades de testemunho e de edificação que o Espírito coloca diante de nós” (HORTON, 1999. Páginas 61 e 62).

Os críticos afirmam, que os pentecostais não possuem uma base sólida e são puramente emocionais nas suas crenças.  Geralmente, fazem essas e outras delações, expondo os erros e as falhas originadas no desenvolvimento de muitas igrejas pentecostais e neopentecostais. Contudo, não podemos esquecer que os erros que acontecem, não está estabelecido em grupos fixos, e sim em pessoas. As falhas não acontecem apenas em igrejas pentecostais, mas nas igrejas no geral, porque são formadas de pessoas falhas. Os críticos dos pentecostais esqueceram que o pecado original atingiu a todos e não um grupo específico. Não negamos os erros que acontecem no meio do Movimento Pentecostal. Logo, o problema não é o Pentecostalismo. Assim, como em outros movimentos, há grandes acertos, mas também há defasagens. Por isso, colocar toda responsabilidade nos pentecostais seria uma grande desonestidade. Também, vale ressaltar que existem uma diversidade de problemas no evangelicalismo brasileiro que surgiram de origem não pentecostal.

Portanto, os pentecostais possuem um fundamento sólido na sua Teologia baseado em “Lucas-Atos”. Enquanto as outras tradições do protestantismo interpretam o livro de Atos dos Apóstolos apenas como um livro histórico. O fundamento da Teologia Pentecostal é baseado no livro de Atos como normativo.  Dr. Roger Stronstad argumenta que “a homogeneidade literária e teológica de Lucas-Atos, o caráter teológico da historiografia lucana e a independência teológica de Lucas” (STRONSTAD, 2018. Página 15).  Essa base que os pentecostais defendem, podemos chamar também de “Hermenêutica Pentecostal”.

Bibliografias:

HORTON, Stanley (Org). Teologia Sistemática-Uma Perspectiva Pentecostal. Rio de Janeiro. CPAD. 1999.

MENZIES, Robert. Pentecostes – Essa História é a nossa História. Rio de Janeiro. CPAD. 2016.

STRONSTAD, Roger. A Teologia Carismática de Lucas – Trajetória do Antigo Testamento a Lucas-Atos. Rio de Janeiro. CPAD. 2018.

Por Ediudson Fontes, Pastor auxiliar da Assembleia de Deus – Ministério Cidade Santa no RJ. Bacharel em Teologia pela Fateos. Pós-graduação em Ciência das Religiões. Mestrado em Teologia Sistemática pela Fateos. Professor de Teologia, escritor e consultor teológico. Autor de “Panorama da Teologia”, Reforma Protestante e Pentecostalismo – A Conexão dos Cinco Solas e a Teologia Pentecostal e A Soteriologia na relação entre Arminianismo e Pentecostalismo (Editora Reflexão). Casado com Caroline Fontes e pai de Calebe Fontes.

*O conteúdo do texto acima é de colaboração voluntária, seu teor é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame&Rádio Sinai

Fonte: Guiame

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.