A série infantil Cuphead, que estreou na sexta-feira (18) na Netflix, tem 12 episódios de cerca de 15 minutos. A animação acompanha os irmãos Xicrinho e Caneco em uma viagem a um parque de diversões, quando eles, sem querer, vendem a alma para o diabo.

De acordo com a sinopse oficial, a história é “baseada no premiado game que chamou a atenção pela animação em estilo retrô, The Cuphead Show – A Série é uma comédia que acompanha as desventuras do impulsivo Xicrinho e seu cauteloso irmão Caneco”.

Os personagens percorrem as Ilhas Tinteiro em busca de diversão e aventura, sempre se ajudando, mas quando resta só um biscoito, cada um pensa em si. Nesse lugar, eles encontram um rival, ninguém menos que o diabo em pessoa.

Descrições dos episódios

Diversas descrições resumidas dos episódios mostram a figura de satanás e seu objetivo: roubar almas.

Logo no primeiro episódio, “Carna-mal”, tem o seguinte resumo: “Xicrinho convence Caneco a abandonar as tarefas e ir ao parque de diversões. Mal sabem eles que esse é um golpe para roubar almas!”

No episódio 5, “Jogando dados”, Xicrinho participa do maior programa de jogos das Ilhas Tinteiro, para tristeza do apresentador Rei Dado e seu chefe demoníaco.

Com o título “Mais suéter da próxima vez”, este episódio mostra que o diabo vai atrás dos irmãos em todos os lugares, esperando que Caneco tire o suéter para levar sua alma antes que Stickler descubra.

Críticas e alertas aos pais

A série infantil tem recebido críticas de pais em redes sociais e em sites especializados, como o IGN Brasil.

Hodney Lasmar escreveu: ‘Não deixem seus filhos verem é maligna, diabólica na parte [de] satanás e tal, é isso que provocam, entra no subconsciente das crianças, querem colocar o mal no cérebro das nossas crianças! Netflix quero que retire do meu feed essa série e outra: por que não faz um desenho cristão!???”

“Pais tomem cuidado [com] o que seus filhos assistem, vejam e interagem, pois o mundo (maligno) quer tragar as famílias!”, finalizou.

Jordan Guimarães Hubner foi direto ao pedir que os pais bloqueiem Cuphead. “Desenho diabólico, perturbando a mente das crianças. Fiz o bloqueio hoje desse título”. Ele também explicou como bloquear a animação: “Só dá pra fazer acessando pela internet, no aplicativo não dá. Faça login e senha no site da Netflix, vá em conta, depois no perfil desejado vá em Restrições de visualização, coloca a senha novamente e digita o nome dessa séria para bloquear”.

Algumas pessoas também defenderam a série, dizendo que havia fanatismo nas críticas. Outros pedindo cuidados aos pais sobre o que os filhos veem.

O internauta Don Mallone disse: “Não crítico a série em si, e sim o fato de ser livre para os públicos e estar na área infantil. Pois os vocabulários são meio impróprios para as crianças e o contexto principalmente, sem falar no demônio e as almas indo para o inferno. Cuidados com o que seus filhos assistem”.

Fonte: Guiame

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.