Um dos pecados pelos quais suas vítimas têm mais apreço público, a homossexualidade vem, ao longo das últimas décadas, sendo o ponto principal de atrito entre aqueles que pregam a Bíblia e os que não aceitam suas correções. Nesse contexto, o pastor John Piper ofereceu uma reflexão sobre os textos bíblicos a respeito deste tema.

iper, que é teólogo e escritor, ofereceu uma breve introdução ao conceito bíblico de pecado, uma ofensa a Deus que carrega consequências, e enfatizou que a homossexualidade se encaixa nessa categoria:

“Para cada pecado, há vários níveis de motivos pelos quais isso é ofensivo a Deus e por que deve ser evitado. O mais simples é dizer que a Bíblia diz que é. Nós devemos começar daí, e se pudermos aprofundar, ótimo”.

O texto principal sobre o tema está numa das cartas do apóstolo Paulo, que dedicou seu ministério a pregar a povos não judeus, em territórios que hoje são compreendidos como o berço da cultura ocidental, onde a prática homossexual já era comum em seu tempo.

Piper, então, afirmou que “está claramente evidenciado em Romanos 1:24-29, que isso é algo errado e deve ser evitado”, e acrescentou que esse é um dos pecados que representam uma evidência de que seus praticantes não são salvos:

“Paulo, em I Coríntios 6:9,10, afirma algo bastante inusitado sobre a homossexualidade, quando diz: ‘Os que praticam tais coisas…’ – isso é listado junto à ganância, à cobiça e a outros pecados, não é só contra a homossexualidade – ‘não herdarão o reino de Deus’”.

Essa advertência contundente foi aprofundada pelo pastor: “Então se você sabe que é errado mas não se importa com isso, nem com o que Deus diz, mas faz o que quer, esse é um indício de que você não faz parte do reino de Deus”.

Disfunção

Em um segundo momento de sua explicação, John Piper segue detalhando que Deus não abre margem para contestação de Sua vontade e Seus propósitos, lembrando que o sexo em si é uma dádiva concedida com finalidade de glorificação a Ele:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.