A Globoplay vai exibir um “evangélico gay” em sua nova série. “O Filho do Amor” foi anunciada pela colunista Patrícia Kogut no Jornal O Globo, nesta segunda-feira (21).

A produção contará a história de um evangélico gay que se apaixona por outro homem, em um “amor proibido”.

O seriado será produzido pela Kondzilla, uma produtora de funk e audiovisual, e terá o apoio do diretor Luis Pinheiro (“Manhãs de Setembro“) na equipe.

Em postagem no Instagram da Kondzilla, que anunciou a série ao público nesta segunda-feira (22), muitas pessoas condenaram a trama gay, afirmando que a série desrespeita a fé evangélica.

Uma usuária questionou: “Amo meus amigos gays, sabemos do livre-arbítrio. Mas precisa mesmo pôr Jesus ou até mesmo o Evangelho nisso? O que será do nosso futuro? À Deus peço apenas misericórdia em nossas vidas”.

Já outros consideram a nova série como mais uma provocação direcionada aos cristãos evangélicos. “Vocês gostam mesmo de provocar o povo evangélico né”, comentou um internauta. “Tinha que ter mais respeito pelos evangélicos”, reivindicou outro usuário.

Entre tantos comentários protestando contra “O Filho do Amor”, um pediu o perdão de Deus para os produtores da série. “Que Deus tenha misericórdia, e nesse exato momento eu digo o que Jesus falou naquele dia: ‘Pai, perdoa porque eles não sabem o que fazem’”, disse.

Nas redes sociais, o fundador da Kondzilla Konrad Dantas comemorou a realização da nova série. “Mais uma produção saindo do forno ‘Filho do Amor’, para a Globoplay a nova série de Kondizilla produzida por Conspiração Filmes. Obrigado a todos que acreditaram”, afirmou.

Fonte: Guia-me&Popline&FG

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.