C. Cristã Monte Sinai
C. Cristã Monte Sinai
Central Gospel Music
Central Gospel Music
Samuka Video
Samuka Video
Retrospectiva
Retrospectiva
Audiência
Hora Certa
Tempo Agora
Tempo Agora

Sexo anal é pecado?

Sexo anal é pecado?

Um argumento muito comum contra o sexo anal entre homossexuais é que há numerosos riscos de saúde envolvidos. Esses riscos são apresentados por pastores evangélicos e líderes pró-família como uma razão forte para desestimular as pessoas do sexo anal homossexual.

Antes de prosseguirmos, gostaria de te apresentar um conteúdo que pode lhe ajudar na luta contra a pornografia. Trata-se do Método 15P, método terapêutico que já ajudou centenas de pessoas a vencer o vício da pornografia e salvar seus casamentos. 

Os riscos são reais e verdadeiros, mas não limitados aos homossexuais. Qualquer indivíduo que se engaje em sexo anal corre os mesmos riscos. Uma mulher, casada ou não, que recebe analmente o pênis de um homem é tão vulnerável a esses riscos quanto um homossexual.

Em seu livro “Sexual Sabotage” (Sabotagem Sexual), publicado por WND Books em 2010, a escritora americana-judia Judith A. Reisman, lidando com o que ela rotulou de variadas condutas pervertidas, cita que “11% dos indivíduos casados participam de sodomia anal pelo menos uma vez.” Essa percentagem provavelmente é muito menor, pois, como Reisman deixa claro, sua fonte, o Instituto Kinsey, exagera em suas afirmativas sexuais e infla seus números sexuais. Esse instituto é notório por sua defesa descarada de atos e conduta homossexual.

Exageradamente, só 11 por cento das mulheres casadas se envolvem em sexo anal pelo menos uma vez.

Provavelmente, os homens casados cristãos que exigem que suas esposas se submetam a esse tipo de sexo ficam silenciosos na igreja e em seu testemunho cristão sobre fatores de risco do sexo anal para homossexuais. Eles estão certos sobre seu silêncio. Afinal, de que adianta homens casados que fazem isso o condenarem entre homossexuais se os riscos são exatamente os mesmos para quem não é homossexual?

Em ambos os casos, eles estão envolvidos em sodomia, palavra que, de acordo com o Dicionário Macmillan de Língua Inglesa (2ª edição, 2007), é definida como “um ato sexual em que um homem coloca seu pênis dentro do ânus de outra pessoa.”

Então o sexo anal, praticado por homossexuais ou não, é sodomia.

Há numerosos riscos de saúde no sexo anal, e a relação anal é a forma mais arriscada de atividade sexual por várias razões, inclusive as seguintes:

  • Diferente da vagina, os tecidos do ânus não são elásticos. Isso significa que o ânus pode facilmente rasgar, o que coloca o parceiro que recebe o pênis em perigo de abscessos anais, hemorroidas ou fissuras (um rasgo muito grande). A penetração pode rasgar o tecido dentro do ânus, permitindo que bactérias e vírus entrem na corrente sanguínea. A natureza frágil do tecido anal facilita que DSTs e bactérias entrem na corrente sanguínea. Um rasgo muito pequeno pode provocar, entre muitas outras infecções bacterianas, endocardite bacteriana, levando bactérias fecais na corrente sanguínea até chegar às válvulas do coração.
  • O tecido dentro do ânus não está bem protegido como a pele fora do ânus. Nosso tecido externo tem camadas de células mortas que servem como uma barreira de proteção contra infecções. O tecido dentro do ânus não tem essa proteção natural, que o deixa vulnerável a rasgos e à disseminação de infecções.
  • O ânus foi feito para segurar as fezes. O ânus é cercado por um músculo anelar, chamado de esfíncter anal, que aperta depois que defecamos. Quando o músculo está apertado, a penetração anal pode ser dolorosa e difícil. Sexo anal repetitivo pode levar ao enfraquecimento do esfíncter anal, dificultando segurar as fezes até você poder chegar ao banheiro.
  • O ânus está cheio de bactérias. Ainda que ambos os parceiros não tenham uma infecção ou doença sexualmente transmissível, as bactérias que normalmente vivem no ânus podem potencialmente infectar o parceiro que cede. Praticar o sexo vaginal depois do sexo anal pode também levar a infecções da vagina e do aparelho urinário.

O sexo anal pode levar outros riscos também. O contato oral com o ânus pode colocar ambos os parceiros em risco da hepatite, herpes, HPV e outras infecções. Para os casais heterossexuais, a gravidez pode ocorrer se o sêmen for depositado perto da abertura da vagina.

Ainda que ferimentos graves do sexo anal não sejam comuns, podem ocorrer. Hemorragia depois do sexo anal pode ser devido a uma hemorroida ou rasgo, ou algo mais sério como uma perfuração (furo) no cólon. Esse é um problema perigoso que exige atenção médica imediata. O tratamento envolve estadia hospitalar, cirurgia e antibióticos para impedir uma infecção.

O Dr. Stephen Goldstone, um homossexual assumido e autor de “The Ins and Outs of Gay Sex: A Medical Handbook for Men” (Os Prós e Contras do Sexo Gay: Um Manual Médico para Homens), publicado pela Editora Dell de Nova Iorque em 1999, disse em seu livro:

“Exatamente como o músculo do seu esfíncter interno involuntariamente relaxa quando as fezes entram no seu reto, involuntariamente se contrai quando um pênis ou outro objeto tenta entrar a partir do lado de fora… Um rasgo anal pode ocorrer durante a fase inicial do sexo anal precisamente porque seu parceiro força a entrada do seu pênis num esfíncter fechado. Pense no seu pênis como um aríete, contra o qual o seu esfíncter interno não é páreo.”

O Dr. Goldstone é professor-assistente clínico de cirurgia na Faculdade de Medicina Mount Sinai e especialista em “questões de saúde de homens gays” e “desordens do ânus e reto.”

O Instituto Médico de Saúde Sexual, fundado pelo escritor evangélico Joe S. McIlhaney (que é doutor em medicina e um proeminente especialista em obstetrícia, ginecologia e infertilidade), diz sobre o sexo anal:

“É muito prejudicial para sua saúde e tem muitas possibilidades de ameaçar a vida.”

“O sexo anal é claramente uma forma perigosa de atividade sexual.”

De acordo com o Dr. David Delvin, do NetDoctor: “O sexo anal (retal) costumava ser mencionado nas leis inglesas como ‘crime contra a Natureza,’ e esse termo alarmante é ainda usado nas leis de cerca de nove estados dos EUA. O sexo anal sempre foi um assunto muito polêmico, e a polêmica que o cerca parece marcada para continuar nos anos futuros porque a evidência está se acumulando de que essa prática pode às vezes levar ao câncer anal.”

Ele também diz:

A Sociedade Americana do Câncer declara que ter sexo anal é um fator de risco para câncer anal tanto em homens quanto em mulheres.

Nossa impressão é que durante o século XXI o sexo anal se tornou mais comum entre casais heterossexuais, em parte porque eles assistem pornografia em que essa atividade ocorre com muita frequência.

Um estudo pequeno realizado em 2009 sugeria que na Inglaterra, por volta de 30 por cento dos DVDs pornográficos mostram relação sexual anal. Muitas vezes, isso é mostrado como algo que é tanto rotineiro quando indolor para as mulheres. Na vida real, esse não é o caso. A relação sexual anal é muitas vezes muito dolorosa para as mulheres, principalmente nas primeiras vezes.

Muitos apontam que pelo fato de que a Bíblia é silenciosa sobre o sexo anal, é permitido. No entanto, a Bíblia também é silenciosa sobre numerosas questões importantes de hoje, inclusive maconha e cocaína. Então, elas também são permitidas? Claro que não, e os críticos são rápidos para frisar os riscos de saúde do uso de drogas, mas muitos são muito lerdos para reconhecer que um homem e uma mulher que se engajam em sexo anal correm os mesmos riscos de saúde que dois homens engajados na mesma atividade sexual.

Sexo anal é pecado?

Fonte: Gospel Prime

Share This:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Download App
Download App
WhatsApp / Telegram
Confira
Participe ao vivo
Participe ao vivo
Redes Sociais
Redes Sociais
Twitter
Twitter
Instagram
Instagram
Radiosnet
Radiosnet

Get it on Google Play

Rádio Garden
Rádio Garden
Radiocol
Radiocol
Show de Rádios
Show de Rádios
O Rádio
O Rádio
Melhores Rádios
Melhores Rádios
Bastidores do Rádio
Bastidores do Rádio
Tudo Ràdio
Tudo Ràdio
Liveradio
Liveradio
Online Live Rádio
Online Live Rádio