Ataque a igreja deixa 6 mortos em Burkina Fasso

0
170

 Burkina Fasso vive um aumento da violência islâmica neste ano 

Atiradores não-identificados mataram um pastor e cinco fiéis em uma igreja protestante no norte de Burkina Fasso no domingo, informaram autoridades, no primeiro ataque a uma igreja em um país que vivencia um aumento da violência islâmica neste ano.
O país, que se orgulha de uma história de tolerância religiosa, tem sido afligido por um aumento nos ataques à medida que grupos localizados no vizinho Mali buscam estender sua influência sobre o Sahel, a árida região ao sul do Saara.

O governo declarou estado de emergência em diversas províncias fronteiriças ao Mali em dezembro devido a ataques islâmicos fatais, inclusive em Soum, região onde o ataque de domingo ocorreu.

O porta-voz Remy Fulgance Dandjinou disse nesta segunda-feira que o último ataque foi o primeiro a mirar uma igreja no país de maioria muçulmana, onde grupos religiosos têm historicamente convivido em paz.

“Grupos armados… têm todo o interesse em perturbar ou ir contra o bom entendimento entre as religiões. Temos observado essa estratégia em outros países da região e do mundo”, disse Rinaldo Depagne, diretor de projetos da África Ocidental no Grupo Internacional de Crise.

Dandjinou disse à Reuters que o ataque ocorreu na região de Silgadji. Ele afirmou que não podia fornecer mais detalhes sobre o episódio ou os suspeitos.

Cerca de 55 a 60 por cento da população de Burkina Fasso é muçulmana, 20 a 25 por cento são cristãos e os demais seguem crenças tribais, de acordo com o Departamento de Estados norte-americano.

Fonte: Noticias Cristãs

Share This:

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.